Cartografias das Línguas: Glossários para livros de literatura

Autores

  • Vanise Medeiros UFF - Universidade Federal Fluminense - Programa da Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil. 2040090 http://orcid.org/0000-0002-6998-9377

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-1604-4

Palavras-chave:

Língua, Glossários, História das ideias linguísticas,

Resumo

Com este artigo pretende-se contribuir para uma compreensão do funcionamento dos glossários. Considera-se, para este fim, aqueles produzidos para livros de literatura e tem-se como aporte teórico a História das Ideias Linguísticas na articulação com a Análise de Discurso. O artigo porta uma reflexão sobre glossários para livros de literatura centrando-se naqueles produzidos pela posição escritor e trazendo algumas das suas marcas. Propõe-se tais glossários como metatexto que afeta a escrita do autor, por um lado, e como um dizer a mais sobre a língua cujo texto não esgota. Em seguida, são evidenciadas diferenças entre a produção de um glossário feito pela posição escritor e aquele elaborado pela posição editor, mostrando marcas distintas no funcionamento dos dois tipos de glossários. Para a reflexão sobre o segundo tipo, quatro livros de um escritor angolano em língua portuguesa são analisados. Algumas das conclusões a que se chega são: embora se funde na ilusão de desopacização do texto, glossários comportam uma posição sobre a língua que revela tensões na língua. Ademais, é possível compreendê-los também como instrumentos de gramatização da língua portuguesa em países africanos bem como instrumento de gramatização de línguas africanas em território africano.

Biografia do Autor

Vanise Medeiros, UFF - Universidade Federal Fluminense - Programa da Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil. 2040090

Doutora em Letras pela Universidade Federal Fluminense, pós-doc na Universidade Paris 3, França. Bolsista do CNPq e JCNE FAPERJ. Professora adjunta da UFF, do Departamento de Ciências da Linguagem. Área de Letras, com ênfase em Linguística, atuando principalmente em Análise de Discurso e História das Ideias Linguísticas. 

Publicado

25/04/2016

Edição

Seção

Artigos Originais