Aspectos históricos do ensino de língua inglesa no Brasil

Uma análise discursiva do sujeito na publicidade audiovisual de cursos de idiomas

Autores

  • Welisson Marques Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), Uberaba – MG – Brasil http://orcid.org/0000-0001-6766-4651

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e8277

Palavras-chave:

Aprendiz, Aprendizagem, Discurso, Língua inglesa, Publicidade

Resumo

Inscrito sob o viés teórico da Análise do Discurso, este artigo apresenta como objetivo geral analisar a constituição do sujeito enunciador no discurso publicitário de cursos de idiomas no Brasil. Nesse sentido, buscaremos analisar como o sujeito significa aprendiz e aprendizagem de língua inglesa nesses espaços enunciativos. Para isso, traremos à discussão, a priori, alguns aspectos históricos que permeiam o ensino de língua inglesa em nosso país. Na sequência, trataremos da base metodológica que constitui a pesquisa ora arrolada nesta reflexão, para enfim, efetuarmos nossas análises. Destacamos, no batimento descrição-interpretação, que os enunciados, de modo regular, evidenciam a importância suprema da habilidade oral. Isso se apresenta na constante mobilização linguística do lexema falar em suas diversas flexões. Outrossim, verifica-se a supremacia do estrangeiro em relação ao brasileiro e, por fim, a exigência que recai sobre o aprendiz brasileiro de língua inglesa em possuir uma pronúncia “perfeita”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Welisson Marques, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), Uberaba – MG – Brasil

Mestre em Estudos Linguísticos pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal de Uberlândia (2010). Especialista em Metodologia do Ensino-Aprendizagem em Língua Estrangeira - Língua Inglesa (2006). Possui Licenciatura Plena em Letras Português/Inglês (2007). É, também, Bacharel em Direito (2000) e advogado regularmente inscrito na OAB-MG. Proficiente em Língua Inglesa pelas Universidades de Cambridge (Inglaterra) e Michigan (Estados Unidos) e em Língua Francesa possui os diplomas DELF (Diplômes d'Etudes en Langue Française). Tem experiência na área de ensino, direção e coordenação escolar. Professor de Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Linguística com ênfase em Análise do Discurso; além disso, possui várias publicações em periódicos nacionais da área, todos indexados pela CAPES. É integrante do Grupo de Pesquisas em Análise do Discurso - GPAD/UFU/CNPQ, bem como do Laboratório de Estudos Discursivos Foucaultianos - LEDIF/UFU/CNPQ.

Publicado

23/04/2021

Como Citar

MARQUES, W. Aspectos históricos do ensino de língua inglesa no Brasil: Uma análise discursiva do sujeito na publicidade audiovisual de cursos de idiomas. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 65, 2021. DOI: 10.1590/1981-5794-e8277. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/8277. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Artigos Originais