Do diálogo ao silêncio: uma leitura de “Dois homens”, de Luiz Vilela

Yvonélio Nery Ferreira, Daiana Nascimento dos Santos

Resumo


Neste artigo, realizamos uma análise do conto “Dois homens”, da coletânea Tremor de terra, de Luiz Vilela, no fito de identificar marcas do sujeito contemporâneo e o funcionamento do diálogo e do silêncio a partir de um narrador incomodado com o silêncio de dois indivíduos sentados em uma mesa de bar. Apoiados em questões pertinentes às características narrativas de Vilela, atentamos para o funcionamento do diálogo e do silêncio em suas obras. Para tanto, foram fundamentais o aporte teórico de Bakhtin (2018), Paz (2015), Ricoeur (2014), Santiago (1989), Ferreira (2018), entre outros.


Palavras-chave


Diálogo; Silêncio; Narrador contemporâneo; Luiz Vilela;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1981-7886
ISSN: 0101-3505