Poesia: Viagem e anti-viagem

Celia Pedrosa

Resumo


Este trabalho visa ao levantamento de algumas questões suscitadas pelas semelhanças e diferenças entre a poesia brasileira moderna e contemporÂnea, identificadas a partir da interpretação do modo como em uma e outra vai se configurar a metáfora da viagem. Tal interpretação tenta articular valor estético e histórico, de modo a compreender o discurso lírico como encenação problematizante do lugar social do poeta e da poesia, e se fundamenta na leitura do poema "Meditação sobre o Tietê", do modernista Mário de Andrade, e na apropriação que dele faz o contemporâneo Italo Moriconi, nos poemas "Périplo" e "Brinde".

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1981-7886
ISSN: 0101-3505