Expropriação e construção de identidade de trabalhadores rurais: o caso da fazenda Reunidas

Maria Stela Lemos Borges

Resumo


O artigo discute a ocupação da terra na Região Noroeste: a dizimação dos caingangues, a expropriação dos pequenos proprietários, a transformação dos trabalhadores rurais em bóias-frias, como componentes do processo de "acumulaçâp primitiva'' que aí se instaurou, instituindo o poder do capital que se consolida nas mãos do grande proprietário.

Palavras-chave


Acumulação primitiva; grande propriedade; pequena produção; noroeste de S. Paulo—povoamento; bóias-frias.

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459