O DASP e a formação de um pensamento político-administrativo na década de 1930 no Brasil

Felipe Gonçalves Brasil, Vera Alves Cepêda, Tiago Batista Medeiros

Resumo


O histórico e formação da administração pública no Brasil foi e ainda é objeto de estudo central em diversos campos do conhecimento. Ainda que com enfoques variados, grande destaque foi dado na literatura para duas reformas centrais ocorridas entre meados dos anos 1930 e meados dos anos 1990. Essa percepção estabelece uma onda longa da administração pública brasileira, colocando em seus extremos dois pontos nodais dessa trajetória: a criação do DASP e a ação do MARE. Cada um desses projetos institucionais está ligado diretamente à concepção do papel e dos instrumentos de atuação da administração pública brasileira, bem como aos objetivos a serem alcançados, revelando a íntima conexão com o debate político coetâneo de cada período. Com base nesse cenário, o objetivo deste trabalho é analisar o papel do DASP enquanto instrumento estratégico de uma “intelligentsia” pública brasileira em construção durante a década de 1930, fortemente associado a um projeto político de modernização da sociedade brasileira.


Palavras-chave


Administração pública; DASP; Intelligentsia; Pensamento administrativo brasileiro; Pensamento político brasileiro;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4637