Moda e linguagem visual

uma análise semiótico-social da roupa feminina em fotografias da década de 1920

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1981-5794-e16841

Palavras-chave:

moda, semiótica social, linguagem, década de 1920

Resumo

A moda possibilita compreender os desdobramentos socioculturais de uma determinada sociedade. Pode ser vista como uma manifestação cultural e como uma forma de linguagem, possibilitando ser analisada por meio da semiótica. Assim, o objetivo deste estudo é analisar as formas de representação utilizadas para construir significados identitários a partir da observação da roupa feminina presente nas fotografias da década de 1920, por meio da Semiótica Social, ao identificar e refletir sobre a mensagem transmitida visualmente pelas roupas, estabelecendo uma relação entre a mensagem transmitida pela imagem com a construção social do corpo feminino e o contexto histórico e sociocultural dos anos de 1920. Metodologicamente o estudo apresenta uma pesquisa bibliográfica fundamentada em estudiosos das áreas da semiótica e da moda como Natividade e Pimenta (2009) e Bonadio (2007), seguida da análise das imagens quanto aos seus significados representacionais, interacionais e composicionais, justificando-se por ser a visualidade e a moda áreas de análise ainda carentes de estudos, mas também pela relevância do estudo da moda e da linguagem visual para diversas áreas do saber. Os resultados sugerem que a roupa pode transmitir mensagens e informações dentro de um contexto sociocultural, sendo, portanto, uma manifestação de um sistema não verbal de comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gláucia Castro Aguiar Pio, Universidade Federal do Piauí (UFPI). Teresina – PI – Brasil.

Doutoranda em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Letras - UFPI. Mestra em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) na área de Historiografia Linguística. Licenciada (2015) em Letras Português pela mesma Universidade. É membro dos grupos de pesquisa: As normas linguísticas no/do Brasil: história, pesquisa e ensino; e, Historiografia Linguística: estudo de fontes pretéritas e contemporâneas.

Francisco Wellington Borges Gomes, Universidade Federal do Piauí (UFPI). Teresina – PI – Brasil.

graduação em Licenciatura Plena em Letras Inglês pela Universidade Estadual do Piauí (2001) e em Pedagogia (Centro Universitário Internacional - Uninter - 2021), Mestrado em Linguística Aplicada (Universidade Estadual do Ceará - 2006), Doutorado em Linguística Aplicada (Universidade Federal de Minas Gerais - 2010) e estágio pós-doutoral no Programa de pós-graduação em Linguística Aplicada da Universidade de Brasília (UnB - 2018). Atua como professor dos cursos de graduação em Letras da Universidade Federal do Piauí e como docente do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual do Piauí. Tem experiência na área de Linguística e Linguística Aplicada, principalmente nos seguintes temas: ensino de línguas estrangeiras, tradução audiovisual, metodologias de ensino de línguas, linguagem e tecnologia, multimodalidade e texto visual.

Publicado

05/10/2023

Como Citar

ALBUQUERQUE, S. F. de; PIO, G. C. A.; GOMES, F. W. B. Moda e linguagem visual: uma análise semiótico-social da roupa feminina em fotografias da década de 1920. ALFA: Revista de Linguística, São Paulo, v. 67, 2023. DOI: 10.1590/1981-5794-e16841. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/16841. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais