A CONFLUÊNCIA DE GÊNEROS NO FILME DARK WATER, DE WALTER SALLES JR

Sérgio Vicente Motta, Aparecida do Carmo Frigeri Berchior

Resumo


Dark Water é o título da tradução de um conto, “Floating Water”, do livro originalmente publicado no Japão, Honogurai mizu no soko kara, de Koji Suzuki, que o diretor japonês Hideo Nakata transpôs para o cinema e o diretor brasileiro Walter Salles Jr fez a sua releitura. O objetivo deste texto é analisar o filme de Walter Salles para demonstrar como o mesmo resolveu os problemas de transcriação, atendendo ao mesmo tempo as funções comercial e artística e incorporando as marcas de sua trajetória estética. Nesse caso, destacam-se os tipos de relações entre a literatura e o cinema, a função metalingüística como geratriz da poética e um interessante diálogo entre gêneros.


Palavras-chave


Cinema; Literatura; Walter Salles; Metalinguagem; Gêneros.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21709/casa.v10i2.5576



E-ISSN: 1679-3404