ENTRE A RUA E A REDE: UMA ANÁLISE SEMIÓTICA DAS MANIFESTAÇÕES POLÍTICAS CONTEMPORÂNEAS

Oriana de Nadai Fulaneti

Resumo


Os protestos ocorridos no Brasil em junho de 2013, desencadeados pelo Movimento do Passe Livre, pertencem a um conjunto de manifestações existentes recentemente no mundo que vem delineando novas formas de ação e interação políticas, com características inovadoras, entre as quais destaca-se a utilização do ciberespaço como parte de sua organização, manutenção e difusão. Nesse contexto, o presente trabalho propõe-se a analisar o funcionamento de um percurso de militância híbrido, um continuum entre a rua e a rede, com o objetivo de verificar qual o papel da rede e o que ela pode revelar sobre essa militância contemporânea. Para isso, analisa-se a página passelivresp no Facebook, perfil oficial do MPL de São Paulo. A base teórica para a investigação é a semiótica discursiva, mais especificamente a perspectiva das práticas semióticas desenvolvida por Fontanille, proposta de ampliação da abordagem do plano da expressão que possibilita o estudo de todo o percurso militante. Complementarmente, os regimes de interação elaborados por Landowski contribuem para a maior compreensão das novas práticas políticas. Resultados revelam que as ações de rua são apresentadas como práticas intensas, que movem a militância; por sua vez, a rede, com seu potencial, expande e ressignifica essas práticas.

Palavras-chave


Práticas Semióticas; Cibercultura; Movimento do Passe Livre; Política Contemporânea

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21709/casa.v13i2.7905



E-ISSN: 1679-3404