Antagonismos discursivos nas hashtags #marqueteirosdojair e #bolsolão no Twitter nas eleições de 2018 no Brasil: contribuições da análise de redes sociais à sociologia digital

Autores

Palavras-chave:

Sociologia Digital, Teoria do Discurso, Twitter, Análise de Redes Sociais, Eleições 2018,

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a formação de antagonismos discursivos nas hashtags #bolsolão e #marqueteirosdojair, no contexto polarizado das Eleições de 2018 no Brasil. Em contribuição aos desafios teóricometodológicos da Sociologia Digital, partimos de uma abordagem interdisciplinar, articulando a Teoria do Discurso de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe à Análise de Redes Sociais na internet. A partir disso, coletamos um total de 26.548 tweets da API do Twitter através do software NodeXL Pro. Assim, investigamos as duas hashtags selecionadas através de uma análise de contingência, conforme as métricas da modularidade e do grau de intermediação. Desse modo, verificamos quais os sentidos encadeados na formação das duas hashtags, descrevendo como estão articulados segundo as lógicas de equivalência e de diferença. Concluímos que a nossa proposta teórico-metodológica permite observar a polarização política como um fenômeno dinâmico, contingente e contraditório no social, associado à emergência de antagonismos discursivos.

Biografia do Autor

Otávio Vinhas, UFPel – Universidade Federal de Pelotas – Programa de Pós-Graduação em Sociologia – Pelotas – RS – Brasil.

Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e pesquisador do MIDIARS - Grupo de Pesquisa em Mídia, Discurso e Análise de Redes Sociais.

Nilton Sainz, UFPR – Universidade Federal do Paraná – Programa de Pós-Graduação em Ciência Política – Curitiba – PR – Brasil.

Doutorando em Ciência Política na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e pesquisador do MIDIARS - Grupo de Pesquisa em Mídia, Discurso e Análise de Redes Sociais.

Raquel Recuero, UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Programa de Pós-Graduação em Comunicação – Porto Alegre – RS – Brasil.

Professora e pesquisadora do Programa de Pós Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS, professora e pesquisadora do curso de Jornalismo da UFPel e pesquisadora do MIDIARS - Grupo de Pesquisa em Mídia, Discurso e Análise de Redes Sociais.

Downloads

Publicado

24/07/2020