Cidadania, desenvolvimento e comparecimento eleitoral

condicionantes da participação política em pequenos municípios

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52780/res.14753

Palavras-chave:

Eleições municipais, Pequenos municípios, Abstenção eleitoral

Resumo

O objetivo do artigo é discutir os índices de comparecimento eleitoral nos pequenos municípios brasileiros. Quais fatores interferem na participação das zonas eleitorais locais? Os contextos socioeconômico e demográfico podem ser considerados variáveis para compreensão dos índices de participação eleitoral? Se sim, como? Analisamos os casos dos municípios com maior abstenção, e os municípios com maior comparecimento nas eleições de 2016. Foram analisados dados do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), e realizada uma regressão linear múltipla a partir das variáveis disponibilizadas pelo Tribunal Superior Eleitora (TSE). A hipótese é que o desenvolvimento socioeconômico do município influencia nos índices de participação eleitoral local. A partir dos resultados, o artigo traça algumas reflexões sobre a influência das características sociodemográficas nas taxas de comparecimento e abstenção eleitoral.

Biografia do Autor

Mércia Alves, UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos. São Carlos – SP – Brasil.

Doutora em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (PPGPOL / UFSCar), bolsista FAPESP. Obteve o título de Mestre e Bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição. É membro dos grupos de pesquisa Comunicação Política, Partidos e Eleições (UFSCar). Durante o Mestrado e Graduação foi bolsista FAPESP. Desenvolve pesquisas na área de Ciência Política, com ênfase em Comunicação Política, principalmente nos temas: mídia e eleições, campanhas eleitorais, HGPE, profissionalização de campanhas eleitorais, e campanhas eleitorais locais

Downloads

Publicado

21/05/2021