Afiliação religiosa e desenvolvimento econômico no Brasil

fatores associados à constituição de uma mentalidade progressista entre católicos e evangélicos pentecostais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52780/res.15347

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Religião, Pentecostalismo, Renovacionista, Capitalismo democrático, Mentalidade social

Resumo

Este artigo trata da relação entre religião e um conjunto de valores e atitudes, batizado por Lawrence Harrison de “mentalidade progressista”, considerado favorável ao desenvolvimento econômico. Usando dados de pesquisa conduzida no Rio de Janeiro-RJ, os autores investigam a relação entre afiliação religiosa e essa mentalidade. Através de técnicas de análise de dados multivariados, a pesquisa buscou identificar associação entre atitudes e afiliação religiosa. Indivíduos religiosos sem instituição e aqueles com religiosidade baixa ou latente sem filiação mostram-se mais orientados por comportamentos que dão centralidade ao indivíduo visto em sua singularidade, enquanto membros de grupos religiosos demonstraram atitudes mais socialmente orientadas. Evidências sugerem convergência no padrão de comportamento de Católicos carismáticos e Evangélicos pentecostais (Renewalists), embora os carismáticos demonstrem maior afinidade com um sistema socioeconômico de tipo capitalista-democrático, combinando virtudes sociais e individuais especificas de uma mentalidade progressiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22/09/2021

Como Citar

di Santo, G., & Leichsenring, A. R. (2021). Afiliação religiosa e desenvolvimento econômico no Brasil: fatores associados à constituição de uma mentalidade progressista entre católicos e evangélicos pentecostais. Estudos De Sociologia, 26(51). https://doi.org/10.52780/res.15347