Infiltrando o Estado: a evolução da reforma da saúde no Brasil, 1964-1988

Tulia G. Falleti, Alan César Belo Angeluci

Resumo


O artigo analisa a evolução institucional do sistema de saúde que resultou na universalização da cobertura e na municipalização da provisão de serviços de saúde no Brasil. Eu argumento que o processo de transformação da relação entre Estado e sociedade no contexto do Estado autoritário facilitou a infi ltração de grupos sociais reformistas na burocracia estatal. Esses ativistas reorientaram a política de saúde autoritária através do estabelecimento de novos objetivos. Ao analisar este caso de mudança institucional, o artigo utiliza uma perspectiva gradualista para compreender a evolução institucional e alerta os estudiosos do tema sobre a inadequação de priorizar as explicações centradas em conjunturas críticas ou nos efeitos predeterminados para explicar as mudanças ou a inércia institucional.


Palavras-chave


Reforma dos serviços de saúde; Municipalização; Movimento sanitário; Mudança institucional; Federalismo Brasil

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.