Pescadores e as transformações sociais do trabalho na amanônia brasileira: memória social e as dinâmicas de apropriação comum dos recursos

Pedro Rapozo, Antonio Carlos Witkoski

Resumo


Este artigo procura compreender a relação entre o desenvolvimento da atividade pesqueira comercial na Amazônia brasileira e sua relação com as transformações sociais do trabalho através da maior inserção do capital na economia regional, sobretudo a partir da percepção dos pescadores da região do Baixo-Solimões – estado do Amazonas. Estas mudanças foram marcadas a partir da segunda metade do século XX pela maior dinâmica das relações sociais de produção e das forças produtivas do setor pesqueiro e da sua relação de exploração dos recursos disponíveis. Desta forma, a diversificação sobre as formas de apropriação social dos recursos naturais da região e sua relação com os sujeitos envolvidos demarcaram profundas modificações quanto ao modo de vida rural e as dimensões sociais do trabalho na Amazônia.

Palavras-chave


Pescadores; Transformações sociais; Trabalho

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.