A letra escarlate: em busca da dignidade humana na questão de gênero

Autores

  • Leilane Serratine Grubba Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGD/UFSC)

Palavras-chave:

Direitos Humanos, Literatura, Dignidade humana, Gênero,

Resumo

O trabalho tem como objetivo a intersecção entre os campos cognitivos Direito e Literatura, para compreender a dignidade humana, no âmbito da questão de gênero, à luz da novela artístico-literária A Letra Escarlate, de Hawthorne. O diálogo entre o direito e a literatura, desde que não implique a simplificação teórica de, por um lado, tentar apenas analisar juridicamente uma obra artística ou, por outro, vislumbrar os componentes literários num discurso jurídico, permite o enriquecimento de ambas as dimensões do conhecimento. Este artigo buscou, primeiramente, uma aproximação teórica entre Direito e Literatura, para uma análise da novela, de modo a possibilitar a extensão de seus significantes metaforicamente ao mundo concreto contemporâneo. Finalmente, buscou a compreensão da dignidade humana, no âmbito da questão de gênero, partindo da crítica procedida na narrativa da exclusão da dignidade da heroína Hester.

Biografia do Autor

Leilane Serratine Grubba, Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGD/UFSC)

Doutoranda em Direito, pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGD/UFSC). É aluna pesquisadora dos projetos NECODI (Núcleo de Estudos Conhecer Direito), sob a orientação do professor Doutor Horácio Wanderlei Rodrigues, USM (Universidade sem muros), sob a orientação do professor Doutor Alexandre Moraes da Rosa, e Direito e Literatura, sob a orientação do professor Doutor Luis Carlos Cancellier de Olivo, todo vinculados à UFSC.  Currículo Lattes: <http://lattes.cnpq.br/2294306082879574>. Email: lsgrubba@hotmail.com. Bolsista CNPq.

Downloads

Publicado

09/08/2013