Práticas sexuais, contracepção e aborto provocado entre mulheres das camadas populares de Salvador

Autores

  • Cecilia M. B. Sardenberg

Palavras-chave:

Empoderamento e práticas sexuais, Contracepção e aborto provocado, Mulheres de camadas populares, Bahia,

Resumo

Este artigo discute práticas sexuais, contracepção e aborto provocado entre mulheres das camadas populares de Salvador, com base em uma pesquisa sobre processos de empoderamento de mulheres através das gerações. Por empoderamento, entende-se aqui a conquista do controle sobre “nossos corpos e nossas vidas”, incluindo-se aí o exercício pleno da sexualidade. Dentro dessa perspectiva, procurou-se conhecer como (353) mulheres de diferentes gerações, residentes no Subúrbio de Plataforma, vêm avançando nesse sentido. Oferece-se, nos limites deste trabalho, apenas a análise dos dados quantitativos referentes à sua vida sexual e reprodutiva em termos de: a) idade na primeira relação sexual; b) número de parceiros; c) importância do sexo e do orgasmo para as mulheres; d) hábito da masturbação; e) controle sobre o corpo e sexo seguro; f) métodos contraceptivos; g) aborto provocado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Sardenberg, C. M. B. (2012). Práticas sexuais, contracepção e aborto provocado entre mulheres das camadas populares de Salvador. Estudos De Sociologia, 17(32). Recuperado de https://periodicos.fclar.unesp.br/estudos/article/view/4928