Formação, inovação e novas tecnologias: lugar dos negros e dos empobrecidos

Autores

  • Dagoberto José Fonseca UNESP – Universidade Estadual Paulista/Araraquara - SP

Palavras-chave:

Escrita, Tecnologia, Negros, Empobrecidos,

Resumo

Os processos de formação dos grupos humanos estão sendo transformados pelas novas tecnologias de informação inovando procedimentos, técnicas e meios. As gerações atuais têm contatos com máquinas, computadores, senhas e códigos de acessos desconhecidos pelos mais velhos e àqueles distantes social e economicamente ainda destas tecnologias, meios, códigos e inovações. Negros e empobrecidos são os que mais se distanciam da geografia deste veículo e meio de aprender, de saber, de trocar, de dialogar e de obter poder. A escrita, a energia e a tecnologia computacional interligadas processam um efeito colateral avassalador associados à acumulação de riquezas e bens nas mãos de poucos e juntos promovem o mais árduo processo discriminador e de exclusão social no planeta, atingindo, sobretudo, as populações tradicionalmente mais vulneráveis pelo racismo e pelo machismo, ou seja, negros e mulheres, sendo eles os mais empobrecidos no planeta.

Downloads

Edição

Seção

Artigos