Segurança pública e a formação policial militar: os direitos humanos como estratégia de controle institucional

Autores

  • Fábio Gomes de França

Palavras-chave:

Direitos Humanos, Formação policial, Controle,

Resumo

Neste artigo apresentamos como os Direitos Humanos são utilizados na formação policial militar como estratégia de controle institucional em detrimento de seu papel conscientizador. Esta busca objetiva a prática policial para a cidadania. Para tanto, recorremos à evolução dos currículos do Curso de Formação de Oficiais (CFO) na Paraíba para confrontar o diálogo entre as falas dos alunos e instrutores. Por tudo isso, as mudanças visam à formação policial. Essa estratégia institucional pretende controlar os alunos em formação, cuja cultura interna é baseada no militarismo. Desta forma, a proposta de um militarismo para humanização não oferece a apreciação crítica aos alunos para o significado das mudanças baseadas nos Direitos Humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

FRANÇA, F. G. de. Segurança pública e a formação policial militar: os direitos humanos como estratégia de controle institucional. Estudos de Sociologia, Araraquara, v. 17, n. 33, 2012. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/estudos/article/view/5424. Acesso em: 16 abr. 2024.