Sobre artífices e instrumentos: o estudo da religião no Brasil e algumas tendências metodológicas

Autores

  • Sílvia Regina Alves Fernandes Pesquisadora Sênior CAPES – Universidade da Flórida. UFRRJ – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. PPGCS/Instituto Multidisciplinar. Nova Iguaçu – RJ – Brasil.

Palavras-chave:

Metodologia científica, Sociologia da religião, “Artesanato intelectual”, Catolicismo,

Resumo

O estudo da religião no Brasil tem se expandido com ênfase em abordagens etnográfica e/ou antropológica. Este fato questiona a maior ausência da Sociologia na análise do fenômeno religioso e indaga sobre a explicitação dos percursos metodológicos no decurso de nossas investigações. Nesse texto busco pensar a prática sociológica aplicada ao estudo da religião a partir de contribuições dos autores C. Wright Mills, Richard Sennett e Tim Ingold sobre a relação do pesquisador com o mundo material. A partir de um levantamento preliminar na Revista Religião e Sociedade, trabalharei na segunda seção algumas tendências metodológicas e as áreas de conhecimento predominantes na Revista nos seis últimos anos. Na última seção apresento o desenho de uma pesquisa sociológica sobre catolicismo no estado do Rio de Janeiro enfocando os percursos metodológicos e desafios enfrentados no desenvolvimento do estudo.

Downloads