Qualis Periódicos: indicador da política científica no Brasil?

Autores

  • Mônica Frigeri UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências – Departamento de Política Científica e Tecnológica. Campinas – SP – Brasil.
  • Marko Synésio Alves Monteiro UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências – Departamento de Política Científica e Tecnológica. Campinas – SP – Brasil

Palavras-chave:

Qualis, Avaliação dos periódicos científicos, Educação,

Resumo

Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de compreender e analisar a forma como o Qualis e seus critérios participam da rotina editorial dos periódicos científicos brasileiros. A fim de elucidar melhor o debate este estudo levanta informações sobre o surgimento do Qualis, do seu funcionamento, das modificações ocorridas no decorrer dos triênios e das controvérsias atuais em torno desta classificação. Para tanto a pesquisa foi realizada em duas etapas: na primeira foi realizado um extenso levantamento bibliográfico sobre o tema e, na segunda etapa foram realizadas entrevistas e um estudo etnográfico, com editores de periódicos científicos da área de Educação, onde foi possível verificar as implicações que o Qualis exerce sobre as práticas editoriais nesta área. A pesquisa revela que o Qualis, enquanto um indicador científico traz à tona a questão de como essa classificação possibilita a construção de um conceito de qualidade que orienta e atua na forma como as publicações funcionam.

Biografia do Autor

Mônica Frigeri, UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências – Departamento de Política Científica e Tecnológica. Campinas – SP – Brasil.

Mestre em Política Científica e Tecnológica no DPCT - IG/ UNICAMP, Especialista em Engenharia da Qualidade pela Faculdade de Engenharia Mecânica/ UNICAMP, Tecnóloga em Produção Industrial pela FATEC/ TQ - Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga. Atualmente é Secretária Executiva da Revista Brasileira de Inovação e Professora Assistente do curso de Engenharia de Produção na POLICAMP - Faculdade Politécnica de Campinas.

Marko Synésio Alves Monteiro, UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências – Departamento de Política Científica e Tecnológica. Campinas – SP – Brasil

Professor Doutor MS3 do Programa de Pós-Graduação em Política Científica e Tecnológica do Instituto de Geociências/ UNICAMP

Downloads

Publicado

14/01/2015