Entre discursos e práticas: análise do discurso do Governo Lula (2003-2010) no contexto da construção da usina Belo Monte

Janiffer Zarpelon, Márcia Grisotti

Resumo


O artigo analisa o debate sobre a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte ao longo do mandato de Luís Inácio Lula da Silva (2003-2010), focando nas possíveis convergências e divergências entre o discurso oficial e as ações encaminhadas pelas principais autoridades e instituições políticas governamentais. Foram utilizadas as contribuições de Michel Foucault sobre análise do discurso e poder em suas fases arqueológica e genealógica, e de Pierre Bourdieu sobre a linguagem e o poder simbólico. Apesar do discurso político, no primeiro mandato do governo Lula, incorporar a preocupação ambiental e os interesses dos povos atingidos, as ações governamentais mostraram-se contrárias ao que era declarado. Já no segundo mandato, o discurso político muda, tendo como base simbólica e material a lógica mercantil.

Palavras-chave


Belo Monte; Discurso; Poder; Linguagem;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.