Herança e relações entre as gerações familiais

Autores

  • Gérard Mauger CNRS – Centre National de la Recherche Scientifique - École des Hautes Études Sciences Sociales. Paris – França.

Palavras-chave:

Herança econômica, Herança cultural, Capital econômico, Capital cultural, Capital simbólico, Modo de reprodução, Estratégias das famílias,

Resumo

O estudo das relações entre pais e filhos sob o ângulo da economia das trocas entre gerações possibilita mostrar um aspecto negado destas relações e perceber, pelo menos em parte, as formas que elas são suscetíveis de se configurarem de um polo a outro do espaço social e de uma época à outra. Abordaremos sucessivamente as relações entre gerações de famílias onde a transmissão dos patrimônios é predominantemente econômica, seguida dos casos onde os patrimônios são predominantemente culturais, e, finalmente, do caso limite (mas banal) onde há ausência ou quase ausência de qualquer patrimônio econômico e cultural a ser transmitido. Desta forma podemos entender que as relações entre gerações familiais não são nem eternamente, nem universalmente conflituosas por natureza, mas socialmente determinadas, variáveis de um pólo a outro do espaço social e de uma época à outra.

Downloads