Uma leitura pós-colonial das presenças indígenas na universidade

Autores

  • Erica Kawakami UFSCar – Universidade Federal de São Carlos. Programa de Pós-graduação em Sociologia. São Carlos – SP

Palavras-chave:

Povos indígenas no ensino superior, Crítica pós-colonial, Geopolítica do conhecimento,

Resumo

Neste artigo, discutimos uma possibilidade de analítica pós-colonial, a partir da presença indígena na universidade, tendo em vista que o pós-colonial constrói sua crítica ao modo como o conhecimento científico tem sido produzido e posto em circulação. Ao considerar o racismo inscrito nas matrizes das ciências e o fato de que houve e há hierarquização dos conhecimentos, a crítica pós-colonial leva a cabo o exercício epistemológico de desfamiliarização das experiências antes racializadas e de desconstrução do vocabulário colonial a partir do qual elas têm sido nomeadas, conhecidas e inscritas nos imaginários.

Biografia do Autor

Erica Kawakami, UFSCar – Universidade Federal de São Carlos. Programa de Pós-graduação em Sociologia. São Carlos – SP

Psicóloga (USP), Mestre em Psicologia (USP). Doutora em Sociologia (UFSCar) e pós-doutoranda em Sociologia (Departamento de Sociologia/UFSCar). Professora formadora na área da Educação das Relações Étnico-raciais e sociologia do currículo.

Currículo Lattes: 

http://lattes.cnpq.br/3215917572806088

Downloads

Publicado

19/12/2016