Antologias do desejo: onde o prazer ousa ter fala

Autores

  • Claudicélio Rodrigues da Silva UFC ‒ Universidade Federal do Ceará ‒ Departamento de Literatura ‒ Programa de Pós-Graduação em Letras ‒ Fortaleza ‒ CE ‒ Brasil. 60020-181 http://orcid.org/0000-0003-4879-9416
  • Lúcio Flávio Gondim da Silva UFC ‒ Universidade Federal do Ceará ‒ Programa de Pós-Graduação em Letras ‒ Fortaleza ‒ CE ‒ Brasil. 60020-181
  • Marcus Vinícius Maciel Matos UFC ‒ Universidade Federal do Ceará ‒ Programa de Pós-Graduação em Letras ‒ Fortaleza ‒ CE ‒ Brasil. 60020-181

Palavras-chave:

Antologias, Minorias, Poesia erótica, Representatividade,

Resumo

Uma vez que as antologias refletem os temas em evidência de uma época, o artigo analisa quatro obras cujos textos e autores foram reunidos em torno do erotismo, tema clássico e recorrente nas literaturas, sobretudo em tempos onde imperam o autoritarismo, o conservadorismo e o fundamentalismo. A literatura erótica, com seu discurso licencioso, impõe-se como mecanismo de transgressão e crítica aos costumes, ao mesmo tempo em que agencia os saberes sobre o corpo e o uso que se faz dos prazeres. Ao reunir textos de uma tradição do discurso erótico de diversas épocas e culturas, o que pretende o organizador e tradutor? Qual a importância de uma antologia de poemas eróticos na história da literatura brasileira? Por que as minorias precisam demarcar um território e um lugar de fala na literatura? Este artigo propõe uma leitura do discurso erótico através de antologias como atos políticos nos quais o cânone é atravessado, confundido, revisto e reatualizado em nome das demandas urgentes dos discursos e produções contemporâneas. Nosso estudo parte das obras Antologia erótica em tradução (2006), organizada por José Paulo Paes, e da Antologia da poesia erótica brasileira (2015), organizada por Eliane Robert Moraes, e se detém em duas antologias de minorias dissidentes: Poesia gay brasileira – Antologia (2017), organizada por Amanda Machado e Marina Moura, e Pretumel de chama e gozo: antologia de poesia negro-brasileira erótica (2015), organizada por Cuti e Akins Kintê.

Biografia do Autor

Claudicélio Rodrigues da Silva, UFC ‒ Universidade Federal do Ceará ‒ Departamento de Literatura ‒ Programa de Pós-Graduação em Letras ‒ Fortaleza ‒ CE ‒ Brasil. 60020-181

Professor adjunto de literatura brasileira do Departamento de Literatura, membro do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFC.

Downloads

Publicado

30/07/2019

Edição

Seção

Literatura e Sexualidades Dissidentes