Os gostares desconformes em Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa

Yasmin Zandomenico

Resumo


Se a crítica de Grande sertão: veredas tem avançado no comentário sobre a qualidade sensual da amizade entre o protagonista-narrador Riobaldo e o jagunço Diadorim, há ainda um percurso a pavimentar em relação às companheiras prostitutas Maria-da-Luz e Hortência/Ageala. O presente trabalho consiste em contrastar os pares Riobaldo/Diadorim e Maria-da-Luz/Ageala enquanto distintas ordens homoafetivas e resgatar a existência lésbica de sua condição periférica no Grande sertão. Para tanto, tem por baliza teórica as formulações de Eve K. Sedgwick, em Between men (1985), e de Terry Castle, em The apparitional lesbian (2003), entre outros. Analisa, também, a condição travestida de Diadorim, que lhe permite criar uma terceira margem em termos de gênero.


Palavras-chave


Existência lésbica; Grande sertão: veredas; Sexualidades dissidentes;

Texto completo:

PDF


Indexada por: /Indexed by:

Latindex 
Web of Science (Thomson Reuters)
Emerging Sources Citation Index (Thomson Reuters)
LLBA – Linguistic and Language Behavior Abstracts (Ulrichsweb: https://ulrichsweb.serialssolutions.com)
MLA – International Bibliography (Modern Language Associantion/ EBSCOhost, ProQuest)
Academic Search Alumni Edition (EBSCOhost)
Academic Seach Elite (EBSCOhost)
Fuente Academica Plus (EBSCOhost)
Dietrich’s Index Philosophicus (De Gruyter Saur)
IBZ – Internationale Bibliographie der Geistes und Sozialwissenschaftlichen Zeitschriftenliterature (De Gruyter Saur)
Internationale Bibliographie der Rezensionen Geistes und Sozialwissenschaftlicher Literatur (De Gruyter Saur)
C.I.R.C. - La Clasificación Integrada de Revistas Científicas
OCLC – WorldCat - Clase and Periodica
GeoDados

ISSN: 0103-815x

Licença Creative Commons
ITINERÁRIOS - Revista de Literatura is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.