GRANDE PERFORMATIVIDADE E ECONOMIA COMPORTAMENTAL

Gabriela Lanza Porcionato, Lucas Vasques

Resumo


Esse artigo tem como principal objetivo destacar o caráter perfomativo da abordagem da economia comportamental, que vem ganhando espaço na teoria econômica, ao chamar atenção para o caráter coletivo presentes em arranjos sociais complexos, das decisões econômicas. A partir dos autores da sociologia econômica, tais como Simiand (1934), Bourdieu (2012), Garcia-Parpet (2003), Lebaron (2001), e em especial Philippe Steiner (2016), nos propomos a objetivar a chamada “nova abordagem econômica” da economia comportamental, principalmente as reflexões presentes em “Nudge” (SUNSTEIN; THALER, 2008). Pretendemos demonstrar que o aporte teórico da Sociologia e Antropologia Econômica podem colaborar com essa discussão, pois muitas das ditas novidades que a economia comportamental trás, são historicamente discutidos por Sociólogos da Economia.   


Palavras-chave


Sociologia Econômica; Economia Comportamental; Performatividade



DOI: https://doi.org/10.32760/1984-1736/REDD/2019.v11i2.13853

Direitos autorais 2020 REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão

 

 

 

E-ISSN: 1984-1736

UNESP - Universidade Estadual Paulista / Araraquara
 Rod. Araraquara - Jaú Km1 Bairro dos Machados Caixa Postal 174 CEP: 14.800-901 Araraquara - SP