MARY DOUGLAS E O DIÁLOGO COM A SOCIOLOGIA ECONÔMICA

Thierry Gabrel Varela

Resumo


Mary Douglas, um dos grandes nomes da antropologia contemporânea, é uma grande contribuinte tanto metodológica quanto conceitual para um campo da ciência que se desenvolve e cresce cada vez mais, a Sociologia Econômica. A principal obra da autora, “Como Pensam as Instituições” de 1986, é objeto de análise dessa resenha, devido a sua grande importância para a sociologia, mesmo sendo uma robusta obra revestida com teoria antropológica.

Palavras-chave


sociologia econômica, antropologia, instituiçoes



DOI: https://doi.org/10.32760/1984-1736/REDD/2019.v11i2.14010

Direitos autorais 2020 REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão

 

 

 

E-ISSN: 1984-1736

UNESP - Universidade Estadual Paulista / Araraquara
 Rod. Araraquara - Jaú Km1 Bairro dos Machados Caixa Postal 174 CEP: 14.800-901 Araraquara - SP