Vendendo segurança: a construção social dos mercados de vigilância e proteção na Argentina

Federico Lorenc Valcarce

Resumo


Esse artigo oferece uma análise sistemática dos mercados da segurança privada na Argentina. Se a produção de serviços de vigilância e proteção se apresenta como uma verdadeira indústria e se as transações, entre os produtores e os consumidores, se organizam como mercados, poderíamos utilizar essas contribuições da sociologia econômica para examinar uma realidade que, de uma certa perspectiva, seria um sistema particular de relações mercantis? Analisaremos primeiro os princípios de estruturação e as relações de força que caracterizam o espaço dos produtores de serviços de segurança privada, considerando a diversidade de serviços oferecidos e os quadros que podem unificá-los. Abordaremos, em seguida, a retórica da prevenção que acompanha a comercialização destes serviços, a maneira pela qual eles se adaptam às demandas dos clientes e às necessidades que as organizações e os grupos satisfazem com o consumo desse tipo de produto.

Palavras-chave


Segurança privada; Mercados; Vigilância; Prevenção; Manutenção da ordem;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32760/1984-1736/REDD/2012.v4i2.5180

Direitos autorais 2012 REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão

 

 

 

E-ISSN: 1984-1736

UNESP - Universidade Estadual Paulista / Araraquara
GT Trabalho e Trabalhadores Departamento Sociologia Rod. Araraquara - Jaú Km1 Bairro dos Machados Caixa Postal 174 CEP: 14.800-901 Araraquara - SP