Por uma Sociologia da Fome: um estudo sobre as contribuições do pensamento de Josué de Castro

Ana Fernanda Inocente Oliveira

Resumo


Este artigo objetiva revelar a presença de uma sociologia da fome aliada às analises da sociologia do trabalho no pensamento do intelectual brasileiro Josué de Castro, bem como tenta situá-lo no debate contemporâneo - a respeito de seu tema central - que figura entre os aportes teóricos e ideológicos concorrentes no contexto atual do capitalismo. Importa, para tanto, demonstrar aqui as contribuições do autor para os estudos das relações do trabalho e da condição de vida dos trabalhadores (neste caso especifico, dos mangues do Recife) a partir da temática da fome. Encorajado e impelido pela sua própria condição de existência, o autor firmou um compromisso teórico e político com a temática da fome, digno de ser resgatado e pensado pela Sociologia do Trabalho, e também considerado nas politicas públicas da contemporaneidade.

Palavras-chave


Fome. Sociologia. Trabalho. Trabalhador. Josué de Castro.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32760/1984-1736/REDD/2013.v7i1.6382

Direitos autorais 2014 REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão

 

 

 

E-ISSN: 1984-1736

UNESP - Universidade Estadual Paulista / Araraquara
GT Trabalho e Trabalhadores Departamento Sociologia Rod. Araraquara - Jaú Km1 Bairro dos Machados Caixa Postal 174 CEP: 14.800-901 Araraquara - SP