Produzir maçãs, construir sentidos: gênese da pomicultura no Sul do Brasil

Autores

  • Leonardo Silva UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política. Florianópolis – SC
  • Marcia da Silva Mazon UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política. Florianópolis – SC

DOI:

https://doi.org/10.52780/res.10248

Palavras-chave:

Indústria brasileira de maçãs, Agentes econômicos, Tomada de posição, Estado, Mercado,

Resumo

À luz da Sociologia Econômica, neste artigo analisamos aspectos da gênese da indústria brasileira de maçãs seguindo os passos da família Frey. Argumentamos que as atividades econômicas desenvolvidas pelos Frey contribuíram de forma determinante não apenas para a emergência do município de Fraiburgo (SC), como também para o desenvolvimento da moderna pomicultura brasileira. Longe da ideia do movimento espontâneo dos mercados, mostramos como a tomada de posição de um agente reconfigura o campo reconvertendo outros agentes e aproveitando uma janela de oportunidade da lei de incentivo ao reflorestamento que passa a fazer parte do universo dos possíveis. Seguimos a trajetória sócio-profissional de Willy Frey e apontamos sua habilidade em mobilizar uma rede de relações que lhe permitiu obter – tanto diretamente, como através de mediadores – intervenções favoráveis do Estado e recursos que foram essenciais à implantação de grandes pomares em Fraiburgo e, por conseguinte, à conversão da região Sul no primeiro e principal polo produtor de maçãs do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Silva, UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política. Florianópolis – SC

Doutorando CNPQ do PPGSP na UFSC. Mestre pela mesma instituição. Membro do Nusec- Nucleo de Sociologia Econômica

Marcia da Silva Mazon, UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política. Florianópolis – SC

Profa. de Sociologia do Departamento de Sociologia e Ciência Política - área: sociologia econômica

Downloads

Publicado

15/02/2018

Como Citar

SILVA, L.; MAZON, M. da S. Produzir maçãs, construir sentidos: gênese da pomicultura no Sul do Brasil. Estudos de Sociologia, Araraquara, v. 22, n. 43, 2018. DOI: 10.52780/res.10248. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/estudos/article/view/10248. Acesso em: 14 abr. 2024.