Interculturalismo, imigração e consumo

modificações corporais em imigrantes em Portugal e Espanha

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52780/res.14034

Palavras-chave:

Imigração, Modificações corporais, Consumo, Interculturalismo, Identidade

Resumo

Este artigo apresenta resultados do projeto de pesquisa Processos identitários, imigração e cirurgias plásticas, desenvolvido entre 2013 e 2014 em Portugal e Espanha. O objetivo geral consistiu em entender a intenção e a prática de cirurgias plásticas e de outras modificações corporais no contexto migratório. Realizaram-se entrevistas em profundidade com imigrantes latino-americanos, asiáticos e africanos. Para analisar as entrevistas, tomamos por base bibliografia sobre interculturalismo, sociedade do consumo e cirurgias plásticas étnicas. Os resultados indicam que as interseções entre migrações, representações e modificações corporais são múltiplas e polissêmicas e não expressam apenas trajetórias de continuidade, mas também trajetórias de ruptura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Ennes, Universidade Federal de Sergipe – (UFS), São Cristóvão – SE – Brasil.

Doutor em Sociologia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 1998. Pós Doutor CEMRI/UAb/Portugal, 2014.

Natália Ramos, Universidade Aberta – (UAb), Lisboa – Portugal.

Professora Associada da Universidade Aberta, Lisboa, Portugal e Investigadora e Coordenadora Científica do Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais- CEMRI/UAb, FCT.

Downloads

Publicado

22/09/2021

Como Citar

Ennes, M., & Ramos, N. (2021). Interculturalismo, imigração e consumo: modificações corporais em imigrantes em Portugal e Espanha. Estudos De Sociologia, 26(51). https://doi.org/10.52780/res.14034