O medo dos muçulmanos

o inóspito espaço para migrantes

Autores

  • Felipe Freitas de Souza Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara – (UNESP), Araraquara – SP – Brasil. https://orcid.org/0000-0002-7046-5714

DOI:

https://doi.org/10.52780/res.14894

Palavras-chave:

Islamofobia, Xenofobia, Extrema Direita, Espaço Público

Resumo

O espaço social contemporâneo nas grandes cidades ocidentais recebe muçulmanos que estão em situação de refúgio e migração. Junto às transformações globais acarretadas por diferentes dinâmicas, a islamofobia surge enquanto discurso e prática sobre essas populações. Neste artigo, objetiva-se discutir as representações sobre os muçulmanos em situação de refúgio tomando-se como representativos quatro eventos recentes na década de 2010 envolvendo a direita e a extrema direita: o atentado de Anders Breivik na Noruega; a manifestação do grupo Direita São Paulo na capital do estado; a manifestação do grupo Geração de Mártires no Rio de Janeiro; e o atentado terrorista contra uma mesquita na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia. Indicamos a internet enquanto meio de projeção dos discursos anti- Islam e anti-refugiados. Concluímos que a islamofobia, enquanto mentalidade, deve ser problematizada, uma vez que a xenofobia acerca dos muçulmanos é socialmente estimulada mais do que resultante exclusivamente de processos psicológicos individuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22/09/2021

Como Citar

Souza, F. F. de . (2021). O medo dos muçulmanos: o inóspito espaço para migrantes. Estudos De Sociologia, 26(51). https://doi.org/10.52780/res.14894