Sem perder a majestade: “profissões imperiais” no Brasil

Hustana Maria Vargas

Resumo


Esse artigo discute a inserção particular das chamadas profi ssões imperiais – Medicina, Direito e Engenharia – em nosso país, destacando elementos de sua constituição e da situação atual dessas carreiras em um momento de infl exão na política educacional para o ensino superior no Brasil. Sobre esse ponto, indaga: a expansão de vagas verifi cada atualmente no ensino superior alteraria sua posição de destaque? Essa questão é examinada a partir do perfi l socioeconômico dos futuros profi ssionais dessas áreas, em comparação com o de outras carreiras. Por fi m, levanta a questão da hierarquia de carreiras em sua expressão de mercado, bem como na diferenciação e hierarquização interna do próprio campo do ensino superior.


Palavras-chave


Sociologia das profi ssões; Ensino superior;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.