Fragmentação ou segmentação social? Durkheim, Debord e o jornalismo segmentado

Autores

  • Mara Ferreira Rovida

Palavras-chave:

Segmentação, Fragmentação, Jornalismo, Divisão do trabalho social, Durkheim

Resumo

Os processos de fragmentação social estão cada vez mais em foco nas discussões sociológicas contemporâneas, sendo também uma preocupação dos estudiosos da comunicação. A partir de uma visão sociológica dos processos de divisões sociais e suas consequências, que em alguns casos têm a ver com a fragmentação, pretendemos, neste artigo, observar de que maneira as divisões sociais estão refletidas no surgimento de formas diferenciadas de comunicação. Nosso objetivo é demonstrar a correlação da existência do Jornalismo Segmentado com a intensificação do processo de divisão do trabalho social e verificar se esse formato de jornalismo evidencia ou não um processo de fragmentação. Para essa análise faremos um confronto de ideias de duas correntes teóricas diferentes, a Sociedade do Espetáculo e as idéias de Niklas Luhmann e Émile Durkheim.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Rovida, M. F. (2011). Fragmentação ou segmentação social? Durkheim, Debord e o jornalismo segmentado. Estudos De Sociologia, 16(30). Recuperado de https://periodicos.fclar.unesp.br/estudos/article/view/3886