Trabalho imaterial: Negri, Lazzarato e Hardt

Sérgio Lessa

Resumo


Antonio Negri, Maurizio Lazzarato e Michael Hardt propõem, há pelo menos uma década e meia, uma nova teoria para a interpretação das transformações que vivenciamos. Segundo eles, hoje se afirmaria em sua plena potência um impulso histórico surgido com a passagem da Europa feudal ao período moderno, que é a "motivação" por uma "vivência ética" que se "faz amor para o tempo por se constituir". Tal tendência histórica, hoje, se consubstanciaria no "trabalho imaterial", uma reformulação completa e radical do trabalho e da produção. Este texto procura expor criticamente o núcleo duro da nova teoria proposta por esses autores.


Palavras-chave


Trabalho; trabalho imaterial; marxismo;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.