O toque do oboé: o papel do Ministério Público no campo dos conflitos ambientais

Anabelle Santos Lages, Marcia Guerra Capanema, Andréa Zhouri

Resumo


Traz-se a metáfora do oboé para explicitar o que se espera da atuação do Ministério Público em litígios envolvendo conflitos ambientais. Por não existir concerto feito por um único instrumento, a experiência revela que mesmo sendo um ator importante no campo dos conflitos ambientais, o êxito da atuação do ente ministerial está imediatamente adstrito à qualidade das relações estabelecidas com os sujeitos do lugar para o qual está orientada a sua defesa. A análise das diferentes atuações do Ministério Público, frente aos avanços da mineração na Serra da Piedade e dos danos causados pelas atividades de reflorestamento de eucalipto nas Lagoas de Cordisburgo, ambos em Minas Gerais, mostra que a interação e a articulação estabelecida entre e pelos sujeitos interessados na causa são aspectos que não podem ser desprezados na luta por justiça ambiental.

Palavras-chave


Ministério Público; Justiça ambiental; Conflitos ambientais;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.