Michel Foucault e a Sociologia: aproximações e tensões

Autores

  • Marcos César Alvarez USP – Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas – Departamento de Sociologia. São Paulo – SP – Brasil.

Palavras-chave:

Michel Foucault, Sociologia, Teoria Social, Poder,

Resumo

O texto discute a recepção dos trabalhos de Michel Foucault na Sociologia e na Teoria Social. A partir da metáfora da caixa de ferramentas, empregada pelo próprio Foucault, analisa como as investigações do filósofo francês foram recebidas e criticadas nesse campo de conhecimento. A divisão habitual do percurso intelectual do autor em três domínios – arqueologia, genealogia e ética – é problematizada, tendo em vista tanto os livros produzidos, quanto os textos dispersos e os cursos. Por fim, apresenta aspectos de sua influência no Brasil, especialmente no que diz respeito à caracterização da assim chamada sociedade disciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos César Alvarez, USP – Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas – Departamento de Sociologia. São Paulo – SP – Brasil.

Doutor em Sociologia pela USP, atualmente professor no Departamento de Sociologia da mesma universidade. Pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência.

Downloads

Publicado

13/08/2015

Como Citar

Alvarez, M. C. (2015). Michel Foucault e a Sociologia: aproximações e tensões. Estudos De Sociologia, 20(38). Recuperado de https://periodicos.fclar.unesp.br/estudos/article/view/7600