Des-Fazendo raça: a auto-definição racial em Rachel Dolezal

Ana Lúcia Santos

Resumo


Tomando como ponto de partida o mediático caso de Rachel Dolezal, ativista pelos direitos raciais acusada de ser ter feito passar por negra, ocorrido nos Estados Unidos da América, este trabalho pretende problematizar a questão da auto-definição identitária, em específico a identidade racial. Importa trazer para a discussão conceitos como, performatividade, apropriação cultural, raça, identidades, para pensar de que forma é a raça um facto cultural ainda preso ao estigma da biologia, inato ou construído e por isso fixo ou mutável. Dada a aproximação das discussões, serão oferecidos pontos de reflexão entre o caso de Dolezal e o caso da transexual Sandy Stone a fim de aprofundar a questão sobre o direito a uma autodefinição de identidade(s).


Palavras-chave


Raça; Género; Identidade; Performatividade; Apropriação cultural;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.