O mar, a mulher e o medo: a punição do feminino transgressor em “Mi vida con la ola”, de Octavio Paz

Joyce Conceição Gimenes Romero, María Dolores Aybar Ramírez

Resumo


O presente trabalho propõe uma breve reflexão acerca da configuração da personagem fantástica feminina no conto “Mi vida con la ola” (1949-1950), de Octavio Paz. Tendo em vista a perspectiva dos estudos mitocríticos que contemplam o aspecto ancestral do feminino maléfico, observa-se o modo como se produzem as manifestações da mulher fatal, vinculada ao elemento aquático na narrativa. Desse modo, consideraremos a composição estética do conto, enfocando a contribuição do mito como importante referencial para a elaboração do arquétipo feminino da Mãe Terrível nesta obra.

Palavras-chave


Arquétipos literários; Literatura fantástica; Mulher-sereia; Octavio Paz;

Texto completo:

PDF


Indexada por: /Indexed by:

Latindex 
Web of Science (Thomson Reuters)
Emerging Sources Citation Index (Thomson Reuters)
LLBA – Linguistic and Language Behavior Abstracts (Ulrichsweb: https://ulrichsweb.serialssolutions.com)
MLA – International Bibliography (Modern Language Associantion/ EBSCOhost, ProQuest)
Academic Search Alumni Edition (EBSCOhost)
Academic Seach Elite (EBSCOhost)
Fuente Academica Plus (EBSCOhost)
Dietrich’s Index Philosophicus (De Gruyter Saur)
IBZ – Internationale Bibliographie der Geistes und Sozialwissenschaftlichen Zeitschriftenliterature (De Gruyter Saur)
Internationale Bibliographie der Rezensionen Geistes und Sozialwissenschaftlicher Literatur (De Gruyter Saur)
C.I.R.C. - La Clasificación Integrada de Revistas Científicas
OCLC – WorldCat - Clase and Periodica
GeoDados

ISSN: 0103-815x

Licença Creative Commons
ITINERÁRIOS - Revista de Literatura is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.