Modernidade e Política

O DEBATE ENTRE A DEMOCRACIA DELIBERATIVA DE RAWLS E HABERMAS E A DEMOCRACIA AGONÍSTICA DE CHANTAL MOUFFE

Autores

  • Richard Douglas Coelho Leão Doutor em Ciências Sociais pela Unesp Araraquara.
  • Arjunuyra Furtado Faculdade de Macapá - FAMA

Palavras-chave:

Modernidade, Democracia, Política, Participação

Resumo

 

Este texto apresenta um debate estabelecido na modernidade no campo da política, mais precisamente entre o modelo da democracia deliberativa de John Ralws e Jürgen Habermas e o modelo de democracia agonística de Chantal Mouffe. O texto apresenta o debate interno estabelecido na democracia liberal deliberativa entre Ralws e Habermas, principalmente em torno dos conceitos de Teoria da Justiça do primeiro e Ação comunicativa do segundo. Mouffe faz uma profunda análise crítica aos pressupostos da democracia deliberativa, apresentando seu modelo de democracia agonística, que aponta a construção democrática feita por meio do dissenso e do debate entre as diferentes necessidades e especificidades com vistas a se proporcionar uma democracia plenamente participativa, em detrimento do consenso proposto pelos adeptos da democracia deliberativa. A metodologia utilizada envolve o levantamento bibliográfico das obras que abordam o tema em discussão, além de uma análise crítica de conceitos como, modernidade, democracia e uso público da razão. O estudo mostra que a postura do político moderno e a crise da sociedade são frutos das mudanças sociais provocadas pelas metamorfoses do capitalismo, mas que a própria política apresenta as possíveis soluções, a partir de uma participação coletiva e cidadã.

Biografia do Autor

Richard Douglas Coelho Leão, Doutor em Ciências Sociais pela Unesp Araraquara.

Doutor em Ciências Sociais na Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara. Trabalha na área da Sociologia, da Ciência Política e da Metodologia Científica, atuando principalmente nos seguintes temas: Sociologia Contemporânea, Sociologia da Educação, Sociologia da Cultura, Sociologia do Trabalho, Políticas Públicas e Cidadania, Pensamento Político Brasileiro, Metodologia do Trabalho Científico e Teoria Política, além de experiência no magistério em Sociologia no Ensino Médio.

Arjunuyra Furtado, Faculdade de Macapá - FAMA

Graduada em Ciências Sociais - Universidade Federal do Amapá e Psicologia - Faculdade de Macapá, Especialista Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Faculdade de Teologia e Ciências Humanas do Amapá. Jornalista e Radialista.

Publicado

21/11/2021