Conservadorismo Católico na Era Vargas (1930-1945): liberais, integralistas e comunistas segundo Plínio Corrêa de Oliveira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/semaspas.unesp.v7.n1.jan/jun.2018.11880

Palavras-chave:

Era Vargas, Conservadorismo, Plínio Corrêa de Oliveira, Catolicismo, Antiliberalismo

Resumo

Plínio Corrêa de Oliveira (1908-1995) foi figura marcante no pensamento católico brasileiro, tendo uma atuação muito ampla no cenário religioso e político do século XX. Ele originou uma linha de pensamento conservadora que iria se consolidar junto a uma expressiva vertente de intelectuais e pensadores católicos no Brasil e no exterior, que ainda hoje, no século XXI, defendem sua prédica pautada numa vertente conservadora com raízes no catolicismo tradicionalista. Na Era Vargas (1930-1945), os valores antiliberais e tendências autoritárias/totalitárias colocavam em crise os valores defendidos pelas democracias liberais no mundo. Comunistas, integralistas, liberais, conservadores e católicos estavam disputando espaço na estrutura social brasileira. Este artigo visa fazer mostrar algumas nuances da construção deste pensamento conservador de Plínio Corrêa de Oliveira e sua análise sobre as diferentes visões ideológicas do período perante o Catolicismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moacir Pereira Alencar Júnior, Mestre em Ciência Política pela UFSCar

Graduado em ciências sociais com ênfase em Sociologia pela UFSCar. Mestre em Ciência Política pelo PPGPol/UFSCar.

Referências

ALENCAR JÚNIOR, Moacir Pereira. Plínio Corrêa de Oliveira: pensamento católico e ação política na era Vargas (1930-1945). São Carlos: UFSCar, 2014. 238 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, 2014.

ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. Tradução: Roberto Raposo – São Paulo, 1990, Companhia das Letras.

CARVALHO, José Murilo de. A Construção da ordem: a elite política imperial. Teatro de Sombras: a política imperial. 4ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

CARVALHO, José Murilo de. Dom Pedro II / por José Murilo de Carvalho. Coordenação: Elio Gaspari e Lilia M. Schwarcz – São Paulo: Companhia das Letras, 2ª edição, 2008.

FAORO, Raimundo. Os donos do poder. Editora Globo, 3º ed., revista, acrescida de índice remissivo, 2001. Versão em PDF. Disponível em: < http://groups.google.com.br/group/digitalsource >. Acesso em: 20 nov. 2018.

LALLEMENT, Michel. História das ideias sociológicas. Das origens à Max Weber. Editora Vozes, edição/reimpressão, 2008.

LAMOUNIER, Bolívar. Seminário “A construção da ideologia do Estado”. In: A REVOLUÇÃO de 30: SEMINÁRIO INTERNACIONAL - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea da Fundação Getulio Vargas. Brasília, D.F, em setembro de 1980: Ed. Universidade de Brasília, c1982. 722 p. (Coleção Temas Brasileiros, 54).

LIMA, Alceu Amoroso. Catolicismo no Brasil. In: Enciclopédia Delta Larousse, 1967.

MANNHEIM, Karl. O pensamento conservador. In: MARTINS, José de Souza (Org.). Introdução crítica à sociologia rural. Universidade de São Paulo. 2º ed. Editora Hucitec, 1986.

MELLO FRANCO, Affonso Arinos de. Evolução da crise brasileira. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1965.

MICELI, Sérgio. A Elite Eclesiástica Brasileira (1890-1930). Tese (Livre docência em sociologia) - Departamento de Ciências Sociais do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP, 1985.

NISBET, Robert. As ideias-unidades da Sociologia; Conservadorismo e Sociologia. In: MARTINS, José de Souza (Org.). Introdução crítica à sociologia rural. Universidade de São Paulo. 2º ed. Editora Hucitec, 1986.

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. A ciência e o indiferentismo religioso – artigo publicado em 13 de julho de 1930 – O Legionário, edição n. 61 (1930).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. À margem de uma crítica – artigo publicado em 2 de setembro de 1934 – O Legionário, edição n. 153 (1934a).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Extremismos - artigo publicado em 9 de dezembro de 1934 – O Legionário, edição n. 160 (1934b).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Urgente definição – artigo publicado em 23 de junho de 1935 – O Legionário, edição n. 174 (1935).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Na expectativa – artigo publicado em 23 de agosto de 1936 – O Legionário, edição n. 206 (1936a).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. O Barrete Frígio, perante a Cruz, o sigma e a bandeira vermelha – artigo publicado em 25 de outubro de 1936 – O Legionário, edição n. 215 (1936b).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Posição do “Legionário” em face da política brasileira – A renovação pela qual pugnamos deve atingir a Nação inteira, desde a alma de seus filhos até os fundamentos de suas instituições – artigo publicado em 10 de outubro de 1937 – O Legionário, edição n. 265 (1937a).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Nem ditaduras nem aventuras – artigo publicado em 24 de outubro de 1937 - O Legionário, n. 267 (1937b).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. No século das heresias políticas – artigo publicado em 29 de maio de 1938 - O Legionário, edição n. 298 (1938a).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. O Estado Pedagogo – artigo publicado em 10 de julho de 1938 – O Legionário, edição n. 304 (1938b).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Os recentes acontecimentos proporcionaram uma confirmação sensacional às previsões desta folha - artigo publicado em 27 de agosto de 1939 - O Legionário, edição n. 363 (1939).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Nós também – artigo publicado em 13 de abril de 1941 - O Legionário, edição n. 448 (1941).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. ‘7 dias em revista’ – artigo publicado em 3 de janeiro de 1943 - O Legionário, edição n. 543 (1943a).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. ‘7 dias em revista’ – artigo publicado em 6 de junho de 1943 - O Legionário, edição n. 565 (1943b).

OLIVEIRA, Plínio Corrêa de. Ampla articulação em defesa dos princípios católicos: declarações feitas a “Folha da Manhã” pelo Sr. Plínio Corrêa de Oliveira, ex-presidente da Ação Católica - 13 de setembro de 1945 (1945).

PINHEIRO FILHO, Fernando Antônio. A Invenção da Ordem: Intelectuais católicos no Brasil. Tempo Social - revista de sociologia da USP, v. 19, n. 1, jun., 2007.

RAMOS, Alberto Guerreiro. A inteligência brasileira na década de 1930, à luz da perspectiva de 1980. In: A REVOLUÇÃO de 30: seminário internacional realizado pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea da Fundação Getulio Vargas. Brasília, D.F, em setembro de 1980: Ed. Universidade de Brasília, c1982. 722 p. (Coleção Temas Brasileiros, 54)

RAMOS, Alexandre Pinheiro. Estado, Corporativismo e Utopia no pensamento integralista de Miguel Reale (1932-1937). Revista Intellectus, ano 07, v. II, 2008.

RODRIGUES, Cândido Moreira. Críticos da Revolução Francesa: conservadores tradicionalistas e contrarrevolucionários. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, nº 3., p. 343-367, jan./jul., 2010.

VILLAÇA, Antônio Carlos. O pensamento Católico no Brasil. / Antônio Carlos Villaça – Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2006.

TRINDADE, Hélgio. Integralismo – O fascismo brasileiro na década de 30. 2º edição revista e ampliada, DIFEL, 1979. Coleção Corpo e Alma do Brasil, direção de Fernando Henrique Cardoso.

Downloads

Publicado

01/01/2018

Como Citar

ALENCAR JÚNIOR, M. P. Conservadorismo Católico na Era Vargas (1930-1945): liberais, integralistas e comunistas segundo Plínio Corrêa de Oliveira. Revista Sem Aspas , [S. l.], v. 7, n. 1, p. 68–89, 2018. DOI: 10.29373/semaspas.unesp.v7.n1.jan/jun.2018.11880. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/11880. Acesso em: 24 jul. 2021.

Edição

Seção

Artigos