Muito além de um simples Rolex: breves considerações sobre a legitimidade da alta relojoaria e sua expressão máxima de valor entre as elites paulistanas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v7i2.12494

Palavras-chave:

Alta relojoaria, São Paulo, Consumo.

Resumo

O artigo tem como principal objetivo refletir sobre a legitimidade da distinção social exercida pelas elites de São Paulo ao de posicionarem como consumidoras e apreciadoras de relógios de luxo. Esse objeto será demonstrado também como um item primordial para a distinção e pertencimento a grupos restritos, como principal expoente para a caracterização e a singularidade do gosto burguês e o conservadorismo observado como ethos das classes abastadas de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinícius Seravo, Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, campus de Araraquara - SP

Graduando em Ciências Sociais.

Referências

APPADURAI, Arjun. A vida social das coisas. 1 ed. Rio de Janeiro: EDUFF, 1988.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: critica social do julgamento. 2 ed. Rio de Janeiro: Zouk, 2011.

CASTARÈDE, Jean. O luxo: Os segredos dos produtos mais desejados do mundo. 1 ed. São Paulo: Barcarolla, 2005.

CHRONO 24. Whatis haute horlogerie?. Disponível em: https://www.chrono24.com/magazine/what-is-haute-horlogerie-p_20847/#gref. Acesso em: 20 nov. 2018.

DOUGLAS, Mary; ISHERWOOD, Baron. O mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. 2 ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.

DURAND, José Carlos. Arte, privilégio e distinção. Artes plásticas, arquitetura e classe dirigente no Brasil 1855/1985. São Paulo/Perspectivas EDUSP, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 280, jun. 1983.

FONDATION DE LA HAUTE HORLOGERIE. The fondation. Disponível em: https://www.hautehorlogerie.org/en/the-foundation/. Acesso em: 20 nov. 2018.

PULICI, Carolina. Preferências e aversões estéticas das classes altas de São Paulo. Novos Estudos, São Paulo, v. 1, n. 91, p. 123-139, nov. 2011.

SAHLINS, Marshall. Ilhas de História. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

WOLFF, Silvia Ferreira Santos. Jardim América: o primeiro bairro-jardim de São Paulo e sua arquitetura. Imprensa Oficial do Estado, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 190, fev. 2001.

Downloads

Publicado

05/08/2018

Como Citar

SERAVO, V. Muito além de um simples Rolex: breves considerações sobre a legitimidade da alta relojoaria e sua expressão máxima de valor entre as elites paulistanas. Revista Sem Aspas , Araraquara, v. 7, n. 2, p. 259–266, 2018. DOI: 10.29373/sas.v7i2.12494. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/12494. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temas em antropologia contemporânea