Linchamento: a punição como restituição da ordem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v7i2.12497

Palavras-chave:

Comportamento coletivo, Contingencial, Justiça com as próprias mãos, Sistema simbólico, Fronteiras simbólicas, Violência.

Resumo

O presente ensaio propõe uma reflexão acerca da prática do linchamento enquanto comportamento coletivo presente na sociedade brasileira. Exploramos em nossa análise a dimensão simbólica do linchamento, ou seja, as motivações presentes na consciência coletiva da sociedade brasileira que corroboram para que tal ato aconteça. Admitimos, portanto, que a sociedade faz uso do linchamento amparada por uma ideia de cosmologia social que deve ser mantida e assegurada, garantindo que as suas referências de sociabilidade não sejam abaladas. Trouxemos como exemplo um caso de linchamento ocorrido no país, de modo a apreendermos, através dos vários discursos que se verificam sobre o ocorrido qual a percepção da comunidade, como a mesma se comporta diante deste tipo de situação; sendo os dados e informações sobre o caso retirados da imprensa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávio Eduardo de Andrade, Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, campus de Araraquara - SP

Graduando em Ciências Sociais

Referências

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

BOURDIEU, Pierre. Homo academicus. Paris: Minuit, 1984.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. l. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

MARTINS. José de Souza. Linchamentos: a Justiça Popular no Brasil. São Paulo: Contexto, 2015.

G1, Rio. Adolescente é espancado e preso nu a poste no Flamengo, no Rio. G1 Globo, Rio de Janeiro, 03 fev. 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/02/adolescente-e-espancado-e-preso-nu-poste-no-flamengo-no-rio.html. Acesso em: 13 nov. de 2018.

Estadão conteúdo, no Rio. Adolescente é amarrado e quase linchado após assalto na zona sul do Rio. Portal UOL, Rio de janeiro, 26 jun. 2014. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2014/02/26/adolescente-e-amarrado-e-quase-linchado-apos-assalto-na-zona-sul-do-rio.htm. Acesso em: 16 nov. de 2018.

Downloads

Publicado

05/08/2018

Como Citar

ANDRADE, F. E. de. Linchamento: a punição como restituição da ordem. Revista Sem Aspas , Araraquara, v. 7, n. 2, p. 292–301, 2018. DOI: 10.29373/sas.v7i2.12497. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/12497. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temas em antropologia contemporânea