O enigma da esfinge: o pensamento político de Samuel Benchimol e Djalma Batista

Ricardo Lima da Silva, Alex Sander Pereira Régis, Venâncio José Michiles Marinho

Resumo


Nos anos de 1950 e 1960, vários intelectuais começaram a refletir acerca de caminhos eficazes para integrar a Amazônia ao Brasil. A região saía de um longo período de marasmo econômico e se tornava espaço de reprodução capitalista, com a implantação do projeto de desenvolvimento Operação Amazônia. O artigo visa compreender as ideias políticas de Djalma Batista e Samuel Benchimol, vozes ativas nos debates sobre os rumos a serem trilhados pela região. A partir de suas principais obras, procuramos sistematizar as reflexões sobre a função do Estado, integração regional/nacional e desenvolvimento, ideias-chave de seu pensamento. Tal pensamento, por sua vez, foi gerado pela necessidade das elites regionais de pôr fim à estagnação econômica da região após a Primeira Guerra Mundial; também foi uma forma de tentarem resolver a questão regional, tomando-a como um problema social e político que só seria resolvida com a integração social e econômica ao Brasil.


Palavras-chave


Pensamento Político; Amazônia; Desenvolvimento; Samuel Benchimol; Djalma Batista.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


BATISTA, Djalma. O complexo da Amazônia: análise do processo de desenvolvimento. Manaus: Editora Valer, 2007.

BATISTA, Djalma. Amazônia: Cultura e Sociedade. Manaus: Editora Valer, 2003.

BENCHIMOL, Samuel. Amazônia: um pouco-antes e além-depois. Editora da Universidade Federal do Amazonas, 2010.

BOURDIEU, Pierre. Sobre o Estado: Curso no College de France. São Paulo: Companhia das Letras, 2012

HOLLANDA, Cristina Buarque de. Teoria das elites. São Paulo: Editora Zahar, 2011.

LOWY, Michel; NAIR, Sami. Lucien Goldmann: ou a dialética da totalidade. São Paulo, Boitempo, 2008.

PINTO, Renan Freitas. Djalma Batista: artigos de jornal. IN: BASTOS, Elide Rugai; PINTO, Renan Freitas (Orgs.). Vozes da Amazônia: investigações sobre o pensamento social brasileiro. Manaus: EDUA, 2007.

PINTO, Renan Freitas. Viagem das Ideias. Manaus: Editora Valer, 2008.

PINTO, Luiz de Aguiar Costa, and Waldemiro Bazzanella. Teoria do desenvolvimento. São Paulo: Editora Zahar, 1967.

IANNI, Octavio. A Sociologia e o mundo moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

IANNI, Octavio. Ditadura e Agricultura: o desenvolvimento do capitalismo na Amazônia (1964-1978). 2. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1986.

IANNI, Octavio. A ideia de Brasil moderno. São Paulo: Editora Brasiliense, 1992.

IANNI, Octavio. O colapso do populismo no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

RIBEIRO, Odenei de Souza. Tradição e modernidade no pensamento de Leandro Tocantins. Manaus: Editora Valer, 2015.

SILVA, Ricardo Lima da. Os Mandarins Amazonenses: as representações da intelectualidade local sobre zona franca de Manaus e globalização. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.

SILVA, Ricardo Lima da. Interpretações da Amazônia: O pensamento conservador em André Vidal de Araújo e Leandro Tocantins. 39º Encontro Anual da ANPOCS, Caxambu, 2015.




DOI: https://doi.org/10.29373/sas.v8i1.12601



 

 

Rev. Sem Aspas, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN  2358-4238

DOI Prefix: 10.29373/semaspas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.