John Constantine e a questão homoafetiva: uma análise sobre representações LGBTI+ em quadrinhos de super-heróis e animações infanto-juvenis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v10i00.14543

Palavras-chave:

LGBTI , Quadrinhos, Animações, John Constantine

Resumo

O presente artigo é uma análise das representações LGBTI+ em revistas de super-heróis e animações. Abordaremos mais a personagem da DC Comics John Constantine, bissexual, por ele ser um herói de uma grande editora, aparecendo junto ao Batman, Superman etc. Nossa metodologia é qualitativa, se pautando em uma análise inicial do campo de estudos e na sequência em uma análise mais aprofundada da própria personagem Constantine. Possuímos um aporte teórico que envolve, entre outros autores: Michel Foucault, Sarane Alexandrian e Dandara Cruz. Nossas conclusões envolvem ver como realmente houve uma mudança profunda ao longo do tempo, do fim do século XX ao começo do século XXI. Se antes esse tipo de questão não podia ser tão abordada, ou não podia ser abordada explicitamente, hoje há uma abertura maior para representações de personagens LGBTI+.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Jorge de Paiva, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO), Rio de Janeiro – RJ

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.

Referências

ALEXANDRIAN, S. História da literatura erótica. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

ANIMAIS Fantásticos: os crimes de Grindelwald. Direção: David Yates. Roteiro: J. K. Rowling. Estados Unidos e Reino Unido: Warner Brothers, 2018. 1 DVD (134 min).

ASSIS, C. H. C. Desbravando os infernos de John Constantine na revista Hellblazer (1988-1991). 2016. 181 f. Dissertação (Mestrado em História Social) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2016.

AURÉLIO, B. Hellblazer: Constantine é bissexual. Quinta Capa, 29 nov. 2019. Disponível em: https://quintacapa.com.br/hellblazer-constantine-e-bissexual/. Acesso em: 14 jun. 2020.

G1. Autora de Harry Potter revela que Dumbledore é gay. 20 de out. de 2007. Disponível em: http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,MUL153485-7084,00-AUTORA+DE+HARRY+POTTER+REVELA+QUE+DUMBLEDORE+E+GAY.html. Acesso em: 14 jun. 2020.

BATMAN vs Superman: Dawn of Justice. Direção: Zack Snyder. Roteiro: Chris Terrio e David Goyer. Estados Unidos: Warner Brothers, 2016. 1 DVD (151 min).

BATMAN: A piada mortal. Direção: Sam Liu. Roteiro: Brian Azzarello. Estados Unidos: Warner Brothers, 2016. 1 DVD (77 min).

BATMAN: Assault on Arkham. Direção: Jay Oliva e Ethan Spaulding. Roteiro: Heath Corson. Estados Unidos: Warner Brothers, 2014. 1 DVD (76 min).

BATMAN: Mask of the Phantasm. Direção: Eric Radomski e Bruce Timm. Produção: Benjamin e Michael Uslan. Estados Unidos: Warner Brothers, 1993. 1 DVD (76 min).

BIMBI, B. O fim do armário: lésbicas, gays, bissexuais e trans no século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2017.

CAMINHA, A. Bom crioulo. São Paulo: Hedra, 2015.

VEJA. Casal gay em desenho da Nickelodeon passou batido no Brasil. 19 jul. 2016. Disponível em: https://veja.abril.com.br/entretenimento/casal-gay-em-desenho-da-nickelodeon-passou-batido-no-brasil/. Acesso em: 14 jun. 2020.

CRUZ, D. P. A outra ponte do arco-íris: discursos e representações LGBTT nas histórias em quadrinhos de super-heróis norte-americanas. 2017. 226 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Universidade Federal da Paraíba, Paraíba, 2017.

UOL. Dez personagens LGBT dos desenhos animados. 10 ago. 2017. Disponível em: https://www.uol.com.br/start/listas/10-personagens-lgbt-dos-desenhos-animados.htm. Acesso em: 14 jun. 2020.

G1. Disney exibe primeiro beijo gay de desenho animado. 1 mar. 2017. Disponível em: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/disney-exibe-beijo-gay-pela-primeira-vez-em-desenho-animado.ghtml. Acesso em: 14 jun. 2020.

FOUCAULT, M. História da sexualidade: o uso dos prazeres. São Paulo: Edições Graal, 2010. v. 2.

FRANCO, L.; MACHADO, L. Marvel vs. Crivella: o que diz a lei sobre ação da Prefeitura do Rio contra obra que mostra beijo gay. BBC Brasil, São Paulo, 6 set. 2019. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-49614002. Acesso em: 14 jun. 2020.

GAIMAN, N. The sandman: a game of you. Nova Iorque: Vertigo, 2019. v. 5.

GIDE, A. Córidon. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

GREEN, J. Além do carnaval: a homossexualidade masculina no Brasil do século XX. São Paulo: Editora UNESP, 2019.

GREEN, J.; QUINALHA, R. (org.). Ditadura e homossexualidades: repressão, resistência e a busca pela verdade. São Carlos: EDUFSCar, 2018.

JUSTICE League Dark: Apokolips War. Direção: Matt Peters e Christina Sotta. Produção James Tucker. Estados Unidos: Warner Brothers, 2020. 1 DVD (90 min).

MOORE, A. V de vingança. São Paulo: Panini livros, 2005.

MORRISON, G. Asilo Arkham: uma séria casa em um sério mundo. São Paulo: Panini livros, 2012.

MOTA, M. P. Saindo do armário: da experiência homossexual à construção da identidade gay. São Paulo: Fontenele, 2019.

NUNAN, A. Homossexualidade: do preconceito aos padrões de consumo. Rio de Janeiro: Caravansarai, 2003.

PAIVA, M. J. Elementos para uma apresentação do pensamento conservador: da disposição conservadora aos conservadorismos decorrentes. Caderno Eletrônico de Ciências Sociais, Vitória, v. 7, n. 1, p. 90-106, 2019.

PETRÔNIO. Satiricon. São Paulo: Abril, 1981.

RODRIGUES, N. O beijo no asfalto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012.

SMEE, G. John Constantine Praticou Sexo Anal Com um Homem. Então ele é gay? Ou “só” Bissexual? Splash Pages, 17 fev. 2019. Disponível em: https://splashpages.wordpress.com/2019/02/17/john-constantine-praticou-sexo-anal-com-um-homem-entao-ele-e-gay-ou-so-bissexual/. Acesso em: 14 jun. 2020.

TREVISAN, J. S. Devassos no paraíso: a homossexualidade no Brasil, da Colônia à Atualidade. Rio de Janeiro: Objetiva, 2018.

ŽIŽEK, S. Acontecimento: uma viagem filosófica através de um conceito. Rio de Janeiro: Zahar, 2017.

ŽIŽEK, S. Lacrimae Rerum: Ensaios sobre cinema moderno. São Paulo: Boitempo, 2018.

Publicado

30/06/2021

Como Citar

PAIVA, M. J. de. John Constantine e a questão homoafetiva: uma análise sobre representações LGBTI+ em quadrinhos de super-heróis e animações infanto-juvenis . Revista Sem Aspas , [S. l.], v. 10, n. 00, p. e021005, 2021. DOI: 10.29373/sas.v10i00.14543. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/14543. Acesso em: 19 set. 2021.