A formação da sociedade brasileira e a exclusão de minorias

Uma compreensão de questões sociais através de uma perspectiva étnico-racial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v11i00.15011

Palavras-chave:

Escravidão, Trabalho livre, Sociedade brasileira, Exclusão

Resumo

A exclusão de pessoas negras na sociedade brasileira é um processo contínuo, sendo primeiro desumanizadas e, após isso, impedidas de participarem civil, política e economicamente dos espaços públicos e privados. Daí que, mesmo uma ou outra pessoa ascendendo socialmente, encontram-se com grandes limitações. Sempre geraram acumulação – antes primitiva e absoluta, depois do próprio capital industrial e relativa – mas nunca permitidas a acessarem esses bens. São essas problemáticas que pretendem ser abordadas, pelas lentes de autores que dialogam tanto de uma perspectiva econômica, de uma perspectiva cultural, quanto de uma perspectiva política e sociológica, assim como outros pensadores que fornecessem algumas ferramentas e hipóteses para que se investigue e tenha uma noção complexa de como se deu a formação da sociedade brasileira, com interesses políticos e econômicos da elite permeados por todo o processo, e como nesse mesmo momento pessoas pretas, pardas e indígenas foram excluídas da participação de diversas formas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Pacheco Gebara, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP – Brasil

Graduando em Ciências Sociais.

João Pedro Sisternes , Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP – Brasil

Graduando em Ciências Sociais.

Referências

ALVES, G. Estudo com 1.200 genomas mapeia diversidade da população brasileira. Folha de São Paulo, São Paulo, 23 set. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2020/09/estudo-com-1200-genomas-mapeia-diversidade-da-populacao-brasileira.shtml. Acesso em: 04 jul. 2021.

AZEVEDO, A. O cortiço. 30. ed. São Paulo: Ática, 1997.

CARDOSO, F. H. Condições sociais da industrialização: o caso de São Paulo. São Paulo: Revista Brasiliense, 1960.

CARVALHO, J. M. A Construção da Ordem: A elite política imperial. Teatro de Sombras: a política imperial. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

COSTA, E. V. Da Monarquia à República: momentos decisivos. São Paulo: Editora Unesp, 1999.

FERNANDES, F. A revolução burguesa no Brasil: Ensaio de interpretação sociológica. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 1976.

FREYRE, G. Casa-grande & senzala. 42. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

FREYRE, G. Sobrados e Mucambos. 15. ed. São Paulo: Editora Global, 2004.

GILENO, C. H. A legislação indígena: Ambiguidades na formação do Estado - Nação no Brasil. Cadernos CRH, Salvador, v. 20, n. 49, p. 123-133, jan./abr. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccrh/a/JY6MYsNtyVLL4h7kPwmG4Sz/abstract/?lang=pt. Acesso em: 14 jan. 2021.

GILENO, C. H. Sentido da colonização e escravismo: Breve relato sobre a obra historiográfica de Caio Prado Júnior. Cadernos de Estudos Sociais, v. 32, n. 1, p. 01-17, 2017. Disponível em: https://fundaj.emnuvens.com.br/CAD/article/view/1664/0. Acesso em: 20 fev. 2021.

GILENO, C. H.; MEDEIROS, R. D. Da Costa Ocidental africana ao Brasil: Caminhos da escravidão. Ciência&Trópico, v. 43, n. 2, p. 12-32, 2019. Disponível em: https://periodicos.fundaj.gov.br/CIC/article/view/1821. Acesso em: 20 dez. 2020.

IANNI, O. Raças e classes sociais. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

MELLO, J. M. C. O capitalismo tardio: Contribuição à revisão crítica da formação e do desenvolvimento da economia brasileira. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

NOVAIS, F. Portugal e Brasil na crise do antigo Sistema Colonial (1777-1808). São Paulo: Hucitec, 1979.

O CAFÉ: História e Penetração no Brasil. Direção: Humberto Mauro. Produção de INCE. Rio de Janeiro: INCE, 1958.

PEREIRA, L. C. B. Estado e subdesenvolvimento industrializado: Esboço de uma economia periférica. São Paulo: Editora Brasiliense, 1977.

PRADO JR, C. História Econômica do Brasil. São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.

PRADO JR, C. Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo: Editora Brasiliense, 1996

SCHWARCZ, L. M. O espetáculo das raças: Cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SCHWARCZ, L.; STARLING, H. M. Brasil: Uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

THE SLAVE VOYAGES CONSORTIUM. Explore the origins and forced relocations of enslaved africans across the atlantic world. SlaveVoyages, 2021. Disponível em: https://www.slavevoyages.org/. Acesso em: 11 de jul. 2021.

SOUZA, J. A Elite do Atraso. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2019.

Publicado

30/06/2022

Como Citar

GEBARA, T. P.; SISTERNES , J. P. . A formação da sociedade brasileira e a exclusão de minorias: Uma compreensão de questões sociais através de uma perspectiva étnico-racial . Revista Sem Aspas , [S. l.], v. 11, n. 00, p. e022006, 2022. DOI: 10.29373/sas.v11i00.15011. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/15011. Acesso em: 3 out. 2022.