A reinvenção da emancipação social e a experiência venezuelana

Autores

  • Renato Ferreira Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v1i1.6974

Palavras-chave:

Emancipação social, Democracia participativa, Conselhos comunais,

Resumo

A emancipação social constitui-se, desde o século XVIII, como um objetivo do pensamento ocidental moderno que seria alcançado através do uso da razão. No entanto, desde que os projetos modernos, na busca pela emancipação, foram capazes de gerar as catástrofes das Guerras Mundiais e do Socialismo Soviético e que o Capitalismo, enquanto “alternativa vencedora”, não é capaz de distribuir o progresso que promete, a racionalidade moderna ocidental se encontra em profunda crise. Experiências como os Conselhos Comunais na Venezuela, a partir da primeira década de 2000, surgem como alternativas capazes de renovar o ideal da emancipação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

RIBEIRO, R. F. A reinvenção da emancipação social e a experiência venezuelana. Revista Sem Aspas , [S. l.], v. 1, n. 1, p. 73–85, 2012. DOI: 10.29373/sas.v1i1.6974. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/6974. Acesso em: 11 maio. 2021.

Edição

Seção

Artigos