Imitação e diferença em Gabriel Tarde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v5i0.8740

Palavras-chave:

Iniciativa individual, Inovação, Racionais Mc’s, Bonde,

Resumo

Pretendemos, por meio da reflexão aqui contida, nos debruçar sobre alguns princípios de uma sociologia que infelizmente foi renegada ao limbo das ciências sociais, condenada a ser apreciada apenas pela “crítica roedora dos ratos”. Nos referimos à teoria sociológica desenvolvida por Gabriel Tarde. Sendo mais específico, nosso foco se concentrará na noção tardiana de imitação e como ela se mostra o pilar fundador da sua noção de sociedade. Por fim, articularemos essa reflexão ao nosso próprio contexto sócio-histórico de formação, a fim de encontrar substratos para a explicação da perspectiva sociológica tardiana. Nesse sentido, recorremos a música, em específico ao rap do grupo Racionais Mc’s e a noção popular de organização social autointitulada Bonde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Guilherme Monzelli, Universidade Estadual paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus de Araraquara

Graduado em Licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Estadual paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus de Araraquara.

Downloads

Publicado

01/06/2016

Como Citar

MONZELLI, A. G. Imitação e diferença em Gabriel Tarde. Revista Sem Aspas , Araraquara, v. 5, p. 58–66, 2016. DOI: 10.29373/sas.v5i0.8740. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/8740. Acesso em: 18 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos