Os impactos da globalização e da modernidade reflexiva sobre a sociedade brasileira contemporânea: o caso da Igreja Universal

Autores

  • Antonio Carlos Boaretto Unesp - Faculdade de Ciências e Letras -, Campus de Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v5i0.8900

Palavras-chave:

Globalização, Individualização, Mal-estares, Ressignificação religiosa, Igreja Universal do Reino de Deus,

Resumo

Norteado pelo método analítico e interpretativo da sociologia do conhecimento de Karl Mannheim, o presente artigo tem como objetivo demostrar que, mediante ao avanço da modernização na sociedade brasileira, a partir do início do século XXI, além da radicalização das patologias sociais da própria modernidade, constatou-se a acentuação dos processos de ressignificação dos modos de vida, condutas e comportamentos sociais. E, por conseguinte, do estilo de religiosidade e de um novo tipo de indivíduo fiel em gestação; cada vez mais imprevisível. Conduzindo, portanto, à reconfiguração do cenário religioso brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Boaretto, Unesp - Faculdade de Ciências e Letras -, Campus de Araraquara

Doutorando em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Unesp - FclAr -, Campus de Araraquara. Orientador: Prof. Dr. João Carlos Soares Zuin.

Downloads

Publicado

01/06/2016

Como Citar

BOARETTO, A. C. Os impactos da globalização e da modernidade reflexiva sobre a sociedade brasileira contemporânea: o caso da Igreja Universal. Revista Sem Aspas , Araraquara, v. 5, p. 120–133, 2016. DOI: 10.29373/sas.v5i0.8900. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/8900. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos