O pensamento conservador e a revolução francesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v5i0.9037

Palavras-chave:

Conservadorismo, Revolução Francesa, Joseph de Maistre, Edmund Burke, Alexis de Tocqueville,

Resumo

O presente artigo busca analisar três grandes expoentes do pensamento conservador europeu, e os seus posicionamentos perante a Revolução Francesa. Joseph de Maistre (1753- 1821), Edmund Burke (1729-1797) e Alexis de Tocqueville (1805-1859). A Revolução Francesa inaugurou uma nova fase da história da humanidade, elevando a bandeira da Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Porém, no pórtico dessa Revolução estava presente a guilhotina, e, em meio ao turbilhão revolucionário que marcou a França, houve também o Reino de Terror, que teve como principal personagem o advogado de Arras, Maxilimien de Robespierre, fazendo com que a Revolução Francesa se transformasse em uma Revolução Total, alcançando todas as instâncias, seja civil, religiosa ou administrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Dantas de Medeiros, UNESP - Universidade Estadual Paulista - "Júlio de Mesquita Filho" - Campus de Araraquara.

Ciências Sociais.

Downloads

Publicado

01/06/2016

Como Citar

MEDEIROS, R. D. de. O pensamento conservador e a revolução francesa. Revista Sem Aspas , Araraquara, v. 5, p. 16–37, 2016. DOI: 10.29373/sas.v5i0.9037. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/9037. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos